HISTÓRICO

Como tudo começou: Professor Carlos Vitorino

 

No dia 19 de Agosto de 1933 nascia na Fábrica da Vista Alegre Carlos Vitorino, um homem com destino já traçado: espalhar pelo mundo a beleza da arte guardada em suas mãos.

Estudou ate a quarta classe e aos 10 anos foi trabalhar na Fábrica da Vista Alegre, onde sua mãe Adelia Franco era escultora e seu pai José Vitorino era pintor. Começou a ter aulas de desenho com uma hora diária com o professor Otelo Moreira e de pintura com o Professor Palmiro Peixe , mas logo ao verem sua dedicação e habilidade foram aumentando suas horas de estudo ,chegando então aos 17 anos a ocupar a posição de pintor especial da Fábrica da Vista Alegre .

Chegada ao Brasil

 

Em 1958 chegou ao Brasil, mais precisamente a São Paulo com sua esposa e um filho de 9 meses. Começou a trabalhar na cerâmica São Caetano mas, passado algum tempo, passou a trabalhar somente com louças brancas. Foi então para Guarulhos onde teve um negócio e logo após foi trabalhar na Volkswagem como pintor de manutenção, mas sua realização era pintar painéis em azulejos para decoração de residências.

Em 1974 foi a Portugal, pensou por um momento em levar a família de volta, agora já com três filhos, mas o País encontrava-se atribulado devido a mudança de governo , então decidiu ficar no Brasil e começar a dar aulas de pintura em porcelana em casa. Com o passar do tempo foi convidado a participar de uma exposição internacional no hotel Gloria e tamanho foi o seu sucesso que passou a dar aulas também no Rio de Janeiro, três vezes por semana. O trajeto Rio-São Paulo resistiu por muitos meses até sofrer um acidente na estrada Via Dutra, e neste momento viu-se obrigado a tomar uma decisão em sua vida e na sua carreira profissional: Rio ou São Paulo. Chegou a conclusão, junto de sua família, que o melhor seria virem todos rumo à “Cidade Maravilhosa”, que já era sua grande paixão. Foi o que fizeram. Carlos Vitorino já havia dado aulas em casas de alunas no Rio e em associações de pintura em Niterói, mas naquele abriu seu próprio atelier em Copacabana, onde passou a dar aulas todos os dias.

 

Reconhecimento

 

Com o passar do tempo foi colecionando homenagens e títulos importantíssimos, como o que recebeu em 17/11/1980 do Deputado Dilson Alvarenga Meneses. Foi-lhe dado o titulo de Cidadão Carioca da Cidade do Rio de Janeiro.

Professor Vitorino era convidado a participar de exposições e dar seminários por todo o Brasil como nas cidades de Brasília , Belo Horizonte , Vitória , Campinas , Goiás ,Gramado entre outras. No exterior foi aos Estados Unidos, onde ganhou prêmios belíssimos com seu magnífico trabalho ” O Casamento Chinês “. Em Rion (França) no ano de 1981 foi considerado o melhor pintor de todos os tempos, alcançando o disputado Prêmio Especial do Júri e o ” Gran Prix ” com o trabalho ” O Velho ” que se encontra no Museu Marítimo da Cidade de Ilhavo em Portugal .

Ao longo de sua historia Carlos Vitorino, tem sido um homem profundamente dedicado à sua arte, buscando nestes 59 anos de profissão divulgá-la com muito orgulho de suas origens .

Este é um pedaço de nossa história, onde agradecemos a você, nosso cliente amigo, pelos anos de sua presença formando conosco esta grande família que é a Vitorino Porcelana.


Vitorino Porcelanas | Todos os direitos reservados - 2011 | Fotos meramente ilustrativas

Logotipo Bratia